CIRURGIA REPARADORA

Cirurgia Plástica Landecker

Cirurgia Reparadora

Cirurgia Plástica Landecker

A busca pelo corpo perfeito coloca os brasileiros na segunda posição em número de cirurgias plásticas estéticas no mundo, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) junto a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).

Mas, vale lembrar que cerca de 40% de homens e mulheres que se submetem à cirurgia plástica sofreram queimaduras, acidentes, infecções ou tumores e optaram pela cirurgia reparadora para recuperar a autoestima e corrigir deformidades.

A Cirurgia Reparadora é um procedimento em que a cirurgia plástica procura aprimorar ou corrigir lesões deformantes, defeitos congênitos ou adquiridos pelo paciente ao longo da vida. Este tipo de cirurgia é tão necessária como qualquer outra intervenção cirúrgica.

 

cta-landecker

 

Quando há uma patologia congênita ou adquirida devidamente reconhecida ou, ainda, quando existe déficit funcional parcial ou total cujo tratamento exige recursos técnicos da cirurgia plástica.

A Cirurgia Reparadora utiliza os procedimentos de uma cirurgia plástica, que procura recuperar as funções, e ainda restabelecer a forma mais próxima possível do normal. Entre as principais causas que os pacientes buscam para esta cirurgia reparadora, estão:  Cisto e câncer de pele; ptose palpebral em idosos; atenuação ou reversão de defeitos congênitos; sequelas deixadas em portadores de câncer; sequelas em pacientes queimados; sequelas em acidentados e traumatizados e sequelas em ex-obesos que fizeram cirurgia bariátrica.

Cirurgias reparadoras podem ser realizadas sob consulta. Favor contactar o Dr. Alan Landecker para obter mais informações.