Hipertrofia de Cornetos

A hipertrofia de cornetos, conhecida como hipertrofia de conchas nasais, é uma anomalia no tamanho dos cornetos nasais, ou seja, trata-se do aumento demasiado dessas estruturas que ficam na parte interna do nariz.

Hipertrofia de Cornetos: qual é a função dos cornetos nasais?

 

A principal função dos cornetos nasais é a de aquecer e umedecer o ar atmosférico que entra nos pulmões por meio da respiração.

 

A função dos cornetos é essencial para o processo de respiração, mas quando o tamanho dessas estruturas é alterado, a passagem do ar fica mais estreita e, consequentemente, a respiração é dificultada, o que ocasiona sintomas desagradáveis.

Hipertrofia de Cornetos: principais sintomas

Por dificultar a respiração, essa hipertrofia possui variados sintomas, todos eles relacionados à dificuldade respiratória. Entre esses sintomas, estão:

 

  • Obstrução nasal
  • Pigarro
  • Boca seca
  • Ronco excessivo
  • Secreção excessiva
  • Crises alérgicas

 

Procurar um médico é ideal para confirmar o diagnóstico e prosseguir com o tratamento.

Hipertrofia de Cornetos: relação com o desvio de septo

O septo é uma estrutura nasal que separa o lado esquerdo do direito e serve para guiar a  corrente de ar que adentra o nariz. O desvio de septo é um problema atribuído à própria anatomia do indivíduo e consiste numa deformidade da estrutura do septo, que é desviada para um dos lados do nariz.

 

Como um dos lados do nariz fica “vazio” devido a esse desvio, cornetos médios bolhosos podem crescer neste lado e piorar ainda mais a obstrução nasal. Além disso, ocorre uma hipertrofia do corneto inferior, do lado oposto do desvio, para também compensar e “preencher” esse espaço.

Hipertrofia de Cornetos: entenda como funciona o tratamento

O tratamento da Hipertrofia de Cornetos pode ser realizado tanto por medicamentos, quanto por meio de uma rinoplastia estruturada.

 

A rinoplastia é uma cirurgia de nariz, comumente procurada para correção de deformidades naturais na estrutura nasal. Essa cirurgia visa reduzir os cornetos para o tamanho ideal e, além de otimizar as vias respiratórias, por meio desse procedimento o médico consegue esculpir e fortalecer a estrutura nasal.

 

Por meio desse tipo de rinoplastia, o paciente alcança um resultado eficiente, pois, com a filosofia estruturada, o médico consegue aplicar enxertos de cartilagem na estrutura nasal e, assim, tornar o nariz um órgão fortalecido, otimizado e mais resistente. Especialistas confirmam que essa filosofia é a mais confiável e consistente.

 

Caso o paciente possua desvio de septo, a cirurgia é obrigatória no tratamento, pois não é possível corrigir o desvio apenas com medicamentos.

Hipertrofia de Cornetos: a importância da escolha de um médico especialista

Como a rinoplastia estruturada é uma cirurgia complexa e específica, escolher um médico especialista para o tratamento da Hipertrofia de Cornetos é de extrema importância.

 

Para escolher um médico especialista, o primeiro passo é verificar se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois todo cirurgião plástico precisa ser obrigatoriamente membro dessa sociedade.

 

Outro fator importante é confirmar a sua especialidade na área, verificar se o profissional possui trabalhos publicados sobre o tema e também se já apresentou artigos em congressos.

 

Se possível, conversar com pacientes que já realizaram a cirurgia com o médico em questão, ouvir seus relatos sobre a metodologia do profissional e quais resultados foram alcançados com a cirurgia ajuda bastante na hora de escolher o médico para realizar o procedimento.

 

Fonte:

 

Cirurgião Plástico Dr. Alan Landecker (CRM 87043), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.