Todos sabemos como um nariz entupido pode afetar a qualidade de vida do paciente, trazendo desconforto, sensação de congestão facial, boca e gargantas secas, além de roncos, sono de má qualidade, sonolência diurna, aumento da ansiedade, perda de rendimento desportivo, entre tantas outras perturbações. Assim, acreditamos que as alterações internas nasais devam ser identificadas e corrigidas.

Obstrução nasal

Antes, vamos conhecer um dos problemas que mais podem dificultar a respiração. Também conhecida como hipertrofia de conchas nasais, a Hipertrofia de Cornetos acontece quando os cornetos nasais atingem um tamanho demasiado. Em cada lado do nariz existem duas “bolas” chamada cornetos nasais – tecidos esponjosos que se encontram dentro do nariz e são responsáveis pela respiração. Eles ficam no interior das paredes laterais das cavidades nasais. Existem 3 cornetos em cada cavidade nasal – corneto superior, corneto médio e corneto inferior.

Alterações no septo nasal com desvio para um dos lados e o aumento dos cornetos nasais são a causa mais comum de obstrução nasal.

Qual a função dos cornetos nasais?

Os cornetos nasais são responsáveis por dificultar a entrada de ar para o nosso corpo. Isso é necessário porque o ar que chaga até o nosso nariz é frio e seco, então ele precisa ser aquecido e umedecido para chegar até os nossos pulmões. Então os cornetos transformam o ar externo em um ar “respirável”. E este ar quente e úmido é essencial para que tenhamos uma adequada respiração.

Qual é o problema quando os cornetos ficam maiores do que deveriam?

Quando isso acontece, há menor espaço para a passagem do ar e é comum que os pacientes enfrentam diversas crises alérgicas. Na prática, o que mais frequentemente se encontra é uma combinação de desvios de septo nasal e a hipertrofia das conchas nasais.

O “inchaço” dos cornetos também pode causar obstrução nasal, muita secreção, muito ronco, boca seca e pigarro.

Como é feita a cirurgia de Hipertrofia de Cornetos?

A cirurgia dos cornetos é realizada com a rinoplastia estruturada, sob anestesia geral, geralmente sob visão endoscópica. O tempo médio de duração da cirurgia é de três horas. O paciente tem alta hospitalar no mesmo dia. A cirurgia reduz os cornetos para o tamanho adequado. O resultado é uma estrutura nasal esculpida e fortalecida, que tem menos chance de ser distorcida pelo tecido de cicatrização e pelas forças respiratórias.

Mas esse método – a rinoplastia estruturada – ainda não é o mais usado em nosso país. Na América Latina, inclusive no Brasil, prevalece a utilização da técnica da rinoplastia redutora pela via fechada, um procedimento cirúrgico com quase 100 anos. A rinoplastia estruturada, enfim, chegou para consertar eficazmente problemas como a Hipertrofia de Cornetos.

Relação com o desvio de septo?

O septo nasal é uma estrutura composta por osso e cartilagem, que separa o lado direito do esquerdo da cavidade nasal e serve para oriental a corrente aérea. Para um perfeito funcionamento, o septo nasal deve ser plano e retilíneo. Muitas vezes, o desvio septal está associado à uma hipertrofia compensatória do corneto inferior do lado oposto ao desvio e também a cornetos médios bolhosos que crescem compensando o espaço ‘’vazio’’ pelo desvio de septo, colaborando para piorar a obstrução.

O problema, na maioria das vezes, não tem causa definida, e pode ser atribuído à anatomia humana, porém também pode ser causado por traumatismo, ou seja, quando há uma lesão na região nasal.

Mas, se deve fazer a cirurgia do septo nasal e cornetos juntamente com a rinoplastia estruturada?

Os problemas internos nasais devem ser diagnosticados previamente e corrigidos ao mesmo tempo, pois a cirurgia plástica do nariz é uma excelente oportunidade para se corrigir tais alterações, e assim podemos entregar ao paciente um nariz belo e funcional.

Recuperação completa

O tempo de recuperação é de um ano, em média – até três, para o nariz estar pronto para reabsorção total do inchaço. Porque a pessoa fica sem poder trabalhar por cerca de uma a duas semanas, a maioria do inchaço vai embora depois de um mês e ela não pode tomar sol na região por dois meses.

Pessoas com rinites podem realizar a cirurgia

Em muitas pacientes, inclusive, a rinite desaparece por um motivo desconhecido.

Gostaria de saber um pouco mais do assunto? Veja minha entrevista para a Revista Claudia. E clique aqui para saber mais sobre a Cirurgia de Rinoplastia Estruturada.