RINOPLASTIA ESTRUTURADA

 

A rinoplastia estruturada é uma cirurgia de nariz que segue a filosofia estruturada. Muitos especialistas afirmam que essa filosofia é a mais consistente, precisa e eficiente, tanto para pacientes que estão realizando a cirurgia de rinoplastia pela primeira vez, quanto para os que estão realizando a rinoplastia secundária.

 

O que é rinoplastia estruturada?

Esse tipo de rinoplastia segue a filosofia estruturada, que é uma técnica desenvolvida nos Estados Unidos por volta da década de 90 por dois doutores: o Dr. Jack P. Gunter e o Dr. Dean Toriumi.

 

A filosofia estruturada, assim como o processo mais tradicional que é a filosofia redutora, consiste na retirada de quantidades específicas — que variam de acordo com o paciente — de ossos e de cartilagem, para que o médico consiga esculpir o nariz, conforme as necessidades e os desejos de seu paciente.

 

Ela se difere da filosofia redutora, porque, por meio dessa técnica, o profissional consegue aplicar enxertos de cartilagem (advindos do septo, costela ou orelha) e de pontos de fixação, utilizando-os para fortalecer a estrutura esquelética nasal e reconstruir ligamentos interrompidos durante o processo cirúrgico.

 

Esse processo serve, principalmente, para garantir um nariz esculpido e com estruturas ósseas e cartilaginosas fortalecidas, o que é de extrema importância, pois essas estruturas são responsáveis por manter a pele afastada e sustentada, o que garante a passagem de ar durante a respiração.

Rinoplastia estruturada: as vantagens desse procedimento cirúrgico

Esse tipo de cirurgia possui benefícios notáveis que podem ser duradouros e bastante consistentes.

 

  • Otimização da parte respiratória do nariz: durante esse tipo de cirurgia, o médico pode realizar o tratamento de desvios de septo e hipertrofia de cornetos, o que auxilia a otimizar o processo de respiração, garantindo uma vida mais saudável para seu paciente.
  • Um nariz fortalecido para a vida: com o passar dos anos, o nariz tende a sofrer traumas e manipulações naturais. Por fortalecer a estrutura nasal, a cirurgia estruturada possui uma vantagem em relação à redutora. Uma estrutura fortalecida garante proteção mais eficiente a essas manipulações que ocorrem naturalmente com o passar do tempo. Além disso, essa estrutura proporciona resultados estéticos duradouros, pois a estrutura fortalecida possui menos chance de sofrer distorção.

cta-landecker

Rinoplastia estruturada: cuidados do pós-operatório

A rinoplastia, assim como qualquer outra cirurgia, requer alguns cuidados pós-operatórios.

Assim que o processo é realizado, um curativo é colocado para proteger a região esculpida e minimizar o inchaço. Durante o pós-operatório, é ideal que a posição na hora de dormir seja com a cabeça levantada. E, para isso, utilizar dois travesseiros é uma ótima alternativa.

 

Ingerir alimentos ricos em vitaminas A, E e K, ômega 3, ferro e proteínas auxilia muito, pois todos esses alimentos são ricos em propriedades cicatrizantes. Além disso, os sangramentos podem ser evitados com a higienização correta do nariz após a segunda semana, que deve ser realizada com um cotonete embebido de água oxigenada e com a aplicação de uma pomada antibiótica.

 

Vale ressaltar que é importante durante esse período que o paciente aguarde a cicatrização para analisar as mudanças após a cirurgia. Isso ajuda a evitar frustrações, pois o resultado dessa cirurgia demora um tempo para ser percebido e isso é absolutamente normal.

Rinoplastia estruturada: a importância de escolher um médico especialista

Por se tratar de uma técnica específica, escolher um profissional especialista para realizar a rinoplastia estruturada é primordial. Qualquer cirurgião plástico qualificado tem que, obrigatoriamente, ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

 

Analisar a formação acadêmica do profissional e, principalmente, verificar sua participação em congressos e a apresentação de trabalhos relacionados ao tema e confirmar sua especialização podem ser fatores decisivos na escolha.

 

Outros pontos importantes são: conferir resultados de cirurgias já realizadas pelo médico e, se possível, entrar em contato com pacientes antigos para compreender como o profissional lidou com o procedimento.

 

Trata-se de uma análise minuciosa e extremamente necessária, pois a escolha de um profissional qualificado e especializado é um fator primordial para resultados eficientes e satisfatórios.

 

Fonte:

 

Cirurgião Plástico Dr. Alan Landecker, (CRM 87043), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.